Polícia Federal cumpre mandados em investigação contra fraude e superfaturamento na compra de insumos contra Covid-19

0
10
Os alvos da investigação são contratos da prefeitura de Santa Fé do Araguaia feitos no ano de 2020. Ao todo foram sete ordens de busca e apreensão cumpridas durante a manhã. Sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela Polícia federal na manhã desta quinta-feira (2) em uma operação para investigar fraudes e superfaturamento na compra de insumos utilizados no combate à pandemia em Santa Fé do Araguaia, no norte do Tocantins. Estima-se que o prejuízo aos cofres públicos chega a R$ 360 mil.
Os mandados, expedidos pela Justiça Federal, estão sendo cumpridos em Santa Fé do Araguaia e Araguaína, ambas no norte do Tocantins.
De acordo com a PF, durante a investigação foram colhidos indícios de que três processos de dispensa de licitação abertos no ano de 2020 teriam sido fraudados e os preços praticados pela empresa contratada seriam superfaturados. A ação foi chamada de operação Phantasma.
A polícia informou que os indícios apontam para o envolvimento de servidores da área de aquisição do município. Eles são suspeitos de praticar fraude para garantir a contratação de uma determinada empresa.
As investigações realizadas indicam a prática de crimes licitatórios e peculato. O nome da operação “Phantasma” é uma alusão aos indícios de que a empresa contratada para o fornecimento dos itens não existiria fisicamente.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins