Homem é condenado a 42 anos de prisão por matar ex-companheira com golpes de concreto na cabeça

0
923

Crime aconteceu em maio de 2022 em Gurupi, no sul do estado. Ele ainda está foragido. Fórum de gurupi
TJ/Reprodução
Claudio Jerre Alexandre Dias foi condenado a 42 anos de prisão pelo assassinato da ex-companheira Yonara Alves de Souza. Ela foi assassinada com golpes de concreto na cabeça em maio de 2022. O réu está foragido e não foi encontrado pela Justiça durante o processo.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
O julgamento em júri popular aconteceu na quarta-feira (29) no Fórum de Gurupi. O g1 não conseguiu contato com nenhum advogado dele.
O assassinato aconteceu porque o homem não aceitava o fim do relacionamento. Os jurados entenderam que o crime ocorreu de maneira qualificada porque a vítima foi surpreendida com a pancada na cabeça.
Segundo o processo, Yonara sofria um longo histórico de violência doméstica. Ela chegou a pedir medidas protetivas de urgência contra o homem.
“O acusado já havia agredido a vítima anteriormente com uma picareta, em Palmas, fazendo com que esta sofresse fratura frontal e trauma occipital, ocasionando perigo de vida, incapacidade para as ocupações habituais por mais de 30 dias”, apontou o juiz Jossaner Nery Nogueira Luna.
Conforme a decisão, a pena deverá ser cumprida em regime inicial fechado. Denúncias sobre o paradeiro do homem devem ser feitas no disque 100 da Delegacia de Captura ou no 190.
📱 Participe da comunidade do g1 TO no WhatsApp e receba as notícias no celular.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins